Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Graduação Licenciatura

Curso Superior de Licenciatura em Ciências da Natureza: Biologia e Química

Áreas de Atuação

Escolas públicas e privadas que ofereçam Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos; Instituições não escolares que necessitem da prática educativa na área de Ciências da Natureza; Instituições que objetivem a formação de professores.

Perfil Profissional

O egresso deve possuir a capacidade de articular os conhecimentos científicos com os didáticos e pedagógicos, para melhor gestão do processo ensino-aprendizagem, deve saber trabalhar em equipe para melhor integração curricular e ações interdisciplinares, deve articular seus saberes com as inovações e com capacidade de gerir seu próprio desenvolvimento profissional.

Atendendo o disposto nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de professores, os egressos do Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza deverão:

  1. Pautar-se pelos valores estéticos, éticos e políticos inspiradores da sociedade democrática;
  2. Compreender o papel histórico da escola no desenvolvimento e transmissão dos valores e conhecimento produzidos pela sociedade;
  3. Dominar os fundamentos dos conteúdos das ciências e suas tecnologias a serem socializados e suas articulações interdisciplinares; 4. Compreender os diferentes processos de aquisição do conhecimento;
  4. Identificar-se com os processos investigatórios envolvidos no aperfeiçoamento das práticas pedagógicas;
  5. Estar capacitado para gerenciar o seu próprio desenvolvimento profissional.

Além deste perfil, esses profissionais formados nesta Instituição também deverão apresentar as seguintes características:

  • conhecimento estruturante e visão integradora das Ciências da Natureza, reconhecendo-as como produto da ação humana;
  • senso ético - pautados por princípios de dignidade humana, justiça, respeito mútuo, reconhecimento e respeito à diversidade social, cultural e física, participação, responsabilidade, diálogo e solidariedade, para atuação como profissionais e como cidadãos;
  • autonomia reflexiva - dispostos a analisar a própria prática docente e a própria aprendizagem com consciência crítica, buscando a auto-regulação e a coerência entre as concepções docentes, a atuação profissional e o contexto educativo;
  • criatividade – dispostos a lidar com incertezas, vinculando os conhecimentos acadêmicos com os conhecimentos práticos profissionais para a criação de espaços que privilegiem a construção colaborativa do conhecimento;
  • atitude investigativa – identificando situações e problemas, propondo hipóteses, gerenciando tendências com autonomia.
Fim do conteúdo da página