Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Todas as notícias > Notícias Principais > Aula Magna 2022/2 "A Arte e a Educação na formação cidadã" acontece nesta quarta-feira, 3 de agosto
Início do conteúdo da página

Aula Magna 2022/2 "A Arte e a Educação na formação cidadã" acontece nesta quarta-feira, 3 de agosto

Publicado: Quinta, 28 de Julho de 2022, 12h37 | Última atualização em Quarta, 03 de Agosto de 2022, 14h46 | Acessos: 224

O Campus Porto Alegre do IFRS promove nesta quarta-feira, dia 3 de agosto, às 19h, a Aula Magna 2022/2, intitulada “A Arte e a Educação na formação cidadã”. O evento irá proporcionar uma roda de conversa entre a comunidade acadêmica e dois artistas porto-alegrenses convidados: Zoravia Bettiol, artista visual, e Paulo Corrêa, artista plástico. A mediação será de Pablo Lanzoni, docente do campus que atua no curso Técnico em Instrumento Musical e no Projeto Prelúdio.

O evento ocorre de modo presencial, no auditório 923 da Torre Sul. Haverá limite de público, de acordo com a capacidade do espaço. A atividade marca o início do segundo semestre letivo de 2022 no Campus e integra a programação da Semana de Acolhimento 2022/2.

 

Sobre os convidados

Zoravia Bettiol - a artista visual nasceu na capital gaúcha em 1935, graduou-se em pintura pelo Instituto de Belas Artes de Porto Alegre. Estudou desenho e xilogravura em meados dos anos 1950 no ateliê do escultor Vasco Prado (1914-1998), com quem foi casada durante 28 anos. Em 2007 foi lançado o livro em edição bilíngue (português e inglês) Zoravia Bettiol: a mais simples complexidade, com textos de seis especialistas. Ela também teve sua vida e obra contadas no documentário de longa-metragem Zoravia, o Filme, dirigido por Henrique de Freitas Lima. Um de seus trabalhos mais recentes foram as ilustrações do livro Divina Rima, lançado no final de 2021, a Divina Comédia para jovens, escrito por Gilberto Schwartsmann, contendo 39 ilustrações da artista produzidas em apenas cinco meses durante a pandemia. Outra iniciativa atual que tem seu empenho é a mostra Amazônia – Universo de Contrastes, uma parceria entre a Associação Riograndense de Artes Plásticas Francisco Lisboa e o Instituto Zoravia Bettiol, que reúne obras de artistas visuais, refletindo a cultura indígena e denunciando a situação crítica enfrentada pela maior floresta tropical do mundo.

Paulo Corrêa - Artista plástico pelotense, autodidata, atualmente é secretário-geral da Associação dos Escultores do RS (Aeergs/ 2018-2022). É mestre em Culturas Populares do Brasil pelo Ministério da Cultura (2018) e conquistou o prêmio Carlos Santos, da Câmara de Vereadores de Porto Alegre (2019). Integrou a equipe do projeto Arqueologia do Caminho, desenvolvido pelo também artista Leandro Machado, no Uruguai e na França. Foi contemplado na bolsa Décio Freitas do Fumproarte/Secretaria Municipal de Cultura desenvolvendo pesquisa sobre a presença da arte negra nas 17 regiões do Orçamento Participativo de Porto Alegre (2014). Participou da equipe do Museu de Percurso do Negro, em Porto Alegre (2013-2016). Foi premiado no 1º Salão de Arte Afro do RS (2005) e fundou o grupo de artistas Quilombos Urbanos, em Pelotas (1995).  

 


 

 

 

 

Fim do conteúdo da página