Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Todas as notícias > Notícias Principais > A ditadura civil-militar no Brasil e os Anos Rebeldes foram tema de curso de extensão realizado em abril no Campus
Início do conteúdo da página

A ditadura civil-militar no Brasil e os Anos Rebeldes foram tema de curso de extensão realizado em abril no Campus

Publicado: Segunda, 07 de Maio de 2018, 09h24 | Última atualização em Segunda, 07 de Maio de 2018, 12h28 | Acessos: 1020

Durante o mês de abril de 2018, foi realizado no IFRS - Campus Porto Alegre o curso de extensão "Os Anos Rebeldes e a ditadura civil-militar no Brasil", destinado a estudantes das redes pública e privada de ensino médio, técnico e superior, professores e público em geral. Sob coordenação da professora do Campus Porto Alegre Helen Scorsatto Ortiz, o curso foi ministrado pelo professor e historiador Nilo André Piana de Castro, do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CAP-UFRGS), e foi desenvolvido em oito encontros presenciais, nas noites terças e quintas-feiras de abril, e também contou com atividades e tarefas realizadas a distância.

De acordo com a professora Helen Ortiz, o curso trouxe uma abordagem pertinente e necessária nos dias atuais. "É grande o desconhecimento, sobretudo entre os mais jovens, do que foi o período da ditadura civil-militar no Brasil", pontua ela. Nesse sentido, Helen afirma o curso atingiu plenamente seus objetivos, de oportunizar ao público alvo o conhecimento do que foi a ditadura civil-militar no Brasil, por meio de uma detalhada contextualização da política, da cultura, das relações e processos sociais, bem como do ambiente internacional ao tempo dos fatos (1964-1985) e, ainda, sua repercussão nos anos seguintes (1989-1992) na história brasileira.

Além disso, foi possível examinar o papel e a construção dos meios de comunicação (como por exemplo, a televisão) no período e, posteriormente, no processo de afastamento do então presidente Fernando Collor, em 1992, época em que a minissérie Anos Rebeldes foi exibida na Rede Globo; debater sobre a relação entre história e memória e sobre o papel da memória e sua transposição da literatura para teledramaturgia; refletir sobre o papel da mídia no agendamento da política na sociedade civil.

A coordenadora destaca ainda que este curso foi importante por permitir analisar as permanências dos tempos de ditadura na sociedade brasileira atual e por contribuir para a formação de uma consciência crítica em torno das graves violações aos direitos humanos, e avalia que o público participante foi significativo e atingiu as expectativas previstas na proposta. "Fica o agradecimento ao professor Nilo André Piana de Castro, pelas brilhantes exposições ao longo de todo o curso e pela disponibilidade em ofertar este evento no campus POA do IFRS, já tendo tantas outras edições exitosas, sobretudo na UFRGS e na UFPEL", agradeceu ela.

Para finalizar, Helen lembra a justificativa do evento, que faz pensar em uma segunda edição e em outros eventos que abordem a ditadura civil-militar no Brasil:

"A ditadura civil-militar brasileira, em nome de motivação político-ideológica, do anticomunismo, da 'unidade nacional', assumiu contornos extremamente violentos, suprimindo as instituições democráticas e promovendo a barbárie, juntamente a graves violações aos direitos humanos. Essa realidade precisa ser conhecida e debatida, caso tenhamos em mente a consolidação de um Estado efetivamente comprometido com os processos democráticos. Nesse sentido, este curso é uma pequena ação contra o esquecimento. Tarefa que cabe a todos nós e, sobretudo, a instituições de ensino como o IFRS, que têm como missão prezar pelos valores democráticos. Isso tudo se faz ainda mais importante em tempos de elevada intolorência, de brados de volta à ditadura e de intervenção militar como única forma de resolução dos problemas nacionais." 

"Este evento pretende contribuir para que cada vez mais indivíduos se envolvam na consolidação de uma cultura democrática e de um modelo de sociedade que respeite os direitos humanos", completa a professora.

 

 

 

Leia também: Curso de extensão abordará o tema "Os Anos Rebeldes e a ditadura civil-militar no Brasil" durante o mês de abril


 

Fim do conteúdo da página