Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página

Ações da Coordenadoria de Projetos Culturais

  • 1

    Atividade comemorativa à “Semana Farroupilha”, realizada em parceria com a Coordenadoria de Cerimonial e Eventos e a participação dos estudantes do Curso Organizador de Eventos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC – FIC –, ocorrida entre os dias 18 e 19 de setembro de 2012 no Saguão do andar térreo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFRS – Campus Porto Alegre, com a seguinte programação:

    Dia 18

    Às 12h, no Saguão do andar térreo, apresentação de cantos gauchescos, organizada pelo professor Bernhard Sydow, coordenador do Projeto Prelúdio.
    Às 18h, no Mini Auditório do 1º andar, palestra com Rogério Bastos, com o tema “Movimento Tradicionalista Gaúcho”. O professor Bastos é formado em História, atua como assessor de imprensa do Movimento Tradicionalista Gaúcho – MTG e é diretor de divulgação da Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha – CBTG.

    Dia 19

    Ao longo do dia, no Saguão do Térreo, vídeos, músicas e roda de chimarrão.

    Dia 24

    Exibição do filme Anahy de Las Missiones, do diretor Sérgio Silva.

    Dia 25

    Declamação de poemas gauchescos e apresentação de dança.

    Dia 26

    Declamação de poemas gauchescos.

    Dia 27

    Exibição do filme Netto e o domador de cavalos, do diretor Tabajara Ruas.

    Dia 28

    Apresentação Musical – Projeto Prelúdio e Oficina de Danças Gaúchas com André Oliveira e Bianca Cordeiro.

     


          
  • 1

    O Cineclube do IFRS foi criado em dezembro de 2011 como uma atividade de extensão da Coordenadoria de Projetos Culturais cadastrada na Diretoria de Extensão do IFRS. Desde sua criação o Cineclube do IFRS é associado ao Conselho Nacional de Cineclubes – CNC.

    O Cineclube do IFRS tem como objetivos gerais:

    • o desenvolvimento e o apoio nas ações educacionais dos docentes do IFRS através do cinema;
    • a defesa das identidades e diversidades culturais;
    • a universalização do acesso à informação, à cultura e aos bens culturais, e
    • a defesa dos direitos humanos e do pleno exercício da cidadania.

    Para marcar sua estréia o Cineclube do IFRS apresenta o projeto “Curta um Curta” que exibirá em diferentes sessões, no horário das 18:30 às 18:45, clássicos de curtas produzidos no RS na década de 80/90, na primeira fase, e dos anos 2000, na segunda fase, em datas a confirmar.

    Os filmes escolhidos para o 1º momento:

    • Ilha das Flores [de Jorge Furtado, 1989, 12 mim],
    • O Dia em que Dorival Encarou a Guarda [de José Pedro Goulart e Jorge Furtado, 1986, 14 mim],
    • Barbosa [de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado, 1988, 13 mim], e
    • Esta não é a sua Vida [de Jorge Furtado, 1991, 16 mim].

     

    Os filmes escolhidos para o 2º momento:

    • O Cão [de Abel Roland e Emiliano Cunha, 2011, 9 mim 39],
    • Por uma Noite Apenas [de Marcio Reolon, 2009, 14 mim 26],
    • Quando a casa cresce e cria limo [de Amanda Copstein T. S. e Filipe Matzembacher, 2011, 8 mim10],
    • Lugares comuns que nunca sonhamos [de João Gabriel de Queiroz, 15 mim 05], e
    • Um Conto à deriva [de Gemano de Oliveira, 2011, 15 mim 40].

     

    Entre em contato conosco para maiores esclarecimentos e para planejar novas ações.

    Prof. Walter Karwatzki
    E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • 1

    Esta pequena grande exposição fotográfica é o resultado do trabalho dos estudantes do curso de fotografia desenvolvido de maio a dezembro de 2014 na parceria entre o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Campus Porto Alegre e as Escolas Municipais Especiais de Ensino Fundamental Professora Lygia Morrone Averbuck e a Escola Professor Elyseu Paglioli que possibilitou, com esta prática, que jovens em vulnerabilidade de exclusão social pudessem exercer a socialização no contexto que fazem parte. Vivenciando, assim, o sentimento de pertencimento – necessário a qualquer ser humano. Este trabalho é o fruto da dedicação, da seriedade e do compromisso de cada um. Esta exposição apresenta imagens dos três temas trabalhados: fotografia artística, do cotidiano e da cidade. Cada estudante fotografou espontaneamente os temas e participou da curadoria na escolha do coletivo. Esta socialização criativa é a maneira mais direta de se ver no outro e de reconhecer o outro! Nesse contexto, o ato de fotografar desenvolve afetos, sentidos, significados e ressignificados. Ao utilizar a fotografia como instrumento de inclusão social temos o anseio de mexer com a comunidade à nossa volta, de modo a integrar indivíduos e plantar sementes valiosas de combate ao preconceito.

             

     

  • 1

    Esta pequena grande exposição fotográfica, MEU AMIGO, é o resultado do primeiro trabalho dos estudantes do curso de fotografia iniciado em maio de 2012 e com previsão de encerramento em dezembro próximo. A parceria entre o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Campus Porto Alegre e as Escolas Municipais Especiais de Ensino Fundamental Professora Lygia Morrone Averbuck e a Escola Professor Elyseu Paglioli possibilita, com esta prática, que estes jovens em vulnerabilidade de exclusão social possam exercer a socialização no contexto que fazem parte. Vivenciando o sentimento de pertencimento – necessário a qualquer ser humano.

    O mote desta primeira exposição é a fotografia de retrato. Cada um dos estudantes fotografou outro colega em situações de pose ou espontaneamente. Porque do retrato? O retrato é a maneira mais direta de se ver no outro e de reconhecer o outro! Nesse contexto, o ato de fotografar pode desenvolver afetos, sentidos, significados e ressignificados. Ao utilizar a fotografia como instrumento de inclusão social temos o anseio de mexer com a comunidade à nossa volta, de modo a integrar indivíduos e plantar sementes valiosas de combate ao preconceito.

     

    Meu Amigo
    Setembro/Outubro 

          
  • 1

    Uma realização entre a Coordenadoria de Projetos Culturais e o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) do IFRS – Campus Porto Alegre a exposição fotográfica “KATAKATA” foi exposta o 2º andar do prédio da sede Centro do Campus entre os dias 29 e 30 de outubro de 2013.

    Esta exposição, que integrou a programação da 7ª Primavera de Museus do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e faz parte do acervo do Museu de Arte Contemporânea do RS (MACRS) é uma das atrações do Encontro de NEABIs que acontece neste período no Campus Porto Alegre do IFRS.

    Com curadoria do professor Walter Karwatzki, a exposição apresenta a multiplicidade étnica e cultural constitutiva do que se convencionou chamar de “raça negra”. Nas fotografias desta exposição coletiva, indivíduo e raça não são contrapontos, mas uma justaposição reveladora de identidades afirmativas, que resistem ao processo de esvaziamento cultural que vêm sofrendo.

    Em KATAKATA, que significa “Aqui e Lá” na língua iorubá, a pele, esta fronteira que delimita um homem e também sua raça, estabelece o ponto inicial de uma jornada aos permeáveis mundos daqueles que, longe de sua terra, constroem, com suas expressões artísticas, memórias e anseios, um novo chão, segundo o jornalista e escritor Benhur Bortolotto.

      

                

  • 1

    O programa “Exposições Temáticas” é uma atividade de extensão da Coordenadoria de Projetos Culturais e é uma atividade de extensão do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia – IFRS – Campus Porto Alegre em parceria com Câmara Municipal dos Vereadores de Porto Alegre – CMVPA, através do programa “Exposições Itinerantes” desta Câmara.

    Este programa apresentará, mensalmente, a exposição de um tema relevante para nossa comunidade estudantil. As exposições possuem temas relacionados com dadas significativas em cada mês.

     

    Paulo Freire. Renovação da educação brasileira e a alfabetização
    Agosto/Setembro 

          

     

    JK 100 anos. Modernização do país no contexto da redemocratização
    Setembro/Outubro 

          

     Atlas das águas. A água e o meio ambiente natural de Porto Alegre
    Outubro/Novembro  

    O que é política? Segundo o pensamento de Marilena Chauí
    Novembro/Dezembro

    João Cândido. A luta pelos direitos humanos
    Dezembro
  • 1

    Projeto Galeria IFRS é um espaço de prática educacional através da arte onde a comunidade escolar do IFRS – Campus Porto Alegre seja o sujeito desta prática e não só um observador. Com o objetivo de sociabilizar a arte, esta ação procura transformar o espaço destinado a exposições de artes visuais, em um espaço de fruição artística.

    Os espaços expositivos de arte contemporânea são cada vez mais presentes no dia a dia da sociedade contemporânea e cada vez mais democráticos em suas propostas. Estes espaços vão desde museus, espaços culturais, galerias e espaços públicos urbanos, como estações de metrô, terminais de ônibus, praças, etc. Assim, por que não criar um espaço expositivo em um ambiente educacional? A escola, com instituição, é um dos espaços mais adequados para tais ações.

    O IFRS, por sua relevância como instituição de ensino, não pode ficar sem dar sua contribuição a esta tendência educacional. Esta ação, além de criar um referendo de exposição pretende, acima de tudo, estimular que a nossa comunidade escolar seja um protagonista desta ação, ao trazer a público um seu fazer nas artes visuais.

    Proporcionar na abrangência do IFRS ações transversais que tenham como meta o eixo ensino – pesquisa – extensão, e que sejam motivadoras de superação aos desafios do cotidiano da nossa comunidade através de fazeres que os estimulem ao novo e ao fazer o novo, por certo estaremos disponibilizando ao mercado de trabalho profissionais com maior capacidade criativa, críticos e culturalmente engajados no contexto contemporâneo.  Agradecemos a colaboração e participação de todos.

    Profa. Marina Wöhlke Cyrillo
    Profa. Michelle Chagas de Farias
    Prof. Walter Karwatzki
    [Equipe Organizadora]

     

     
     
     
     
        

     

      

     

       
Fim do conteúdo da página